Criatividade e inovação nas empresas: como promover essa prática?

imagem de um grupo de pessoas ao redor de uma mesa conversando

A criatividade e inovação sempre foram forças motoras de nossa sociedade. Grande parte das maiores conquistas em nossa história, inclusive, foram resultado da união perfeita destes dois conceitos, resultando em feitos marcantes para nossa evolução.

 

No mundo corporativo, estes conceitos andam lado a lado constantemente. É preciso ser criativo para buscar ideias disruptivas que diferenciem seu negócio frente aos concorrentes.

 

Mas, acima de tudo, saber como colocá-las em prática de forma que gerem valor para sua organização. Quando separadas, podem também ser capazes de trazer insights valiosos, mas não tão promissores quanto em conjunto.

 

Entender como a criatividade e inovação podem ser aplicadas na sua empresa pode ser a peça-chave para seu destaque no mercado. Seus benefícios certamente serão enormes, abrangendo uma maior produtividade, atratividade perante talentos e muitos outros feitos.

 

Perder tempo frente às demandas dos clientes é impensável em um mercado altamente competitivo. Por isso, neste texto traremos as definições de cada um destes termos e, como conciliá-los em seu negócio.

 

Confira os tópicos que serão abordados:

 

 

Vamos lá.

Conceito de criatividade e inovação

Os conceitos de criatividade e inovação, muito comumente, são confundidos e acreditados como semelhantes em sua prática. Mas, cada qual possui suas próprias características e diferenças notáveis.

 

Quando aplicadas, uma necessita ser uma fonte de apoio para outra para garantir sua eficácia. Afinal, tirar ideias do papel não é uma missão fácil, e exige um planejamento cuidadoso, aliado a testes constantes para garantir sua viabilidade.

 

A criatividade, por si só, já se mostrou como uma importante ferramenta para o surgimento de ideias disruptivas. Mas, nem sempre é suficiente unicamente para propostas inovadoras.

 

Vamos entender melhor cada um destes termos:

 

O que é criatividade?

A criatividade, em uma tradução prática, é a habilidade individual de criar coisas novas. É a ação de idealizar novos conceitos, ou ainda, de imaginar hipóteses de soluções para problemas existentes.

 

Todos temos potencial de sermos criativos. Inclusive, já se tornou uma das habilidades mais desejadas no âmbito corporativo, capaz de trazer insights valiosos que respondam tendências e questionamentos sobre o futuro do trabalho.

 

Assim como diversas atividades, a criatividade pode ser desenvolvida e aprimorada ao longo do tempo. Mas, nem sempre adquirimos a chance disso.

 

Não existem limites para a criatividade, muito menos exigência sobre sua assertividade, veracidade ou factualidade. Mas, sua ampla margem de criação nem sempre permite que consiga ser aplicada no mundo material.

 

Por isso, temos o conceito de inovação em seu oposto e complemento, ao mesmo tempo.

 

O que é inovação?

Enquanto a criatividade está ligada à habilidade de criar coisas novas, a inovação está ligada à geração de valor.

 

Praticamente, o termo é aplicado como um complemento do anterior, de forma que agregue valor à empresa ou seus consumidores.

 

A partir de insights adquiridos da criatividade, as ideias são direcionadas para o mundo real, buscando formas de resolver determinados problemas e que gerem benefícios para os envolvidos.

 

Seja por meio de um produto, serviço, processo ou método, a inovação deve atender a uma necessidade verídica, impactando positivamente na melhora de determinada categoria.

Qual a diferença entre criatividade e inovação nas empresas?

A principal diferença entre a criatividade e inovação, está em sua função.

 

Ambas estão relacionadas à criação de algo novo. Mas, o primeiro se relaciona mais nitidamente à concepção de uma ideia disruptiva, enquanto o segundo foca em sua aplicabilidade, visando agregar valor nos resultados desejados.

 

Por meio da criatividade, uma proposta altamente promissora pode ser desenvolvida. Graças à inovação, ela pode ser colocada em prática, tornando-a verdadeira para o destaque corporativo no mercado.

Quais os benefícios de estimular a criatividade e inovação nas empresas?

Vivemos em um mercado extremamente competitivo, o qual exige estratégias assertivas para garantir o destaque organizacional frente aos concorrentes. Nessa missão, a criatividade e inovação são fortes aliadas.

 

O estímulo à troca de insights em qualquer empresa pode trazer propostas promissoras para o crescimento da companhia. Mas, muito além de incentivar este compartilhamento, é essencial saber como colocá-los em prática.

 

Com a criatividade e inovação permeadas na empresa, os empreendedores podem encontrar, justamente, as soluções que precisam para fazer seu negócio prosperar.

 

Juntas, são capazes de elevar a produtividade dos funcionários, estimulando as equipes a encontrarem resoluções disruptivas e conectar pontos de melhoria para a empresa.

Como promover a criatividade e inovação nas empresas?

Promover a criatividade e inovação no seu negócio é uma estratégia fundamental para proporcionar o crescimento e destaque no mercado.

 

Mas, para garantir a máxima assertividade nos resultados desejados, é importante se atentar a algumas dicas que podem fazer toda a diferença para o processo. Veja quais:

 

Comece pequeno

Muitos acreditam que ideias inovadoras necessitam trazer grandiosidade e propostas ousadas para o destaque da empresa. É uma pré-noção muito comum no mercado, mas completamente destoante.

 

Incentivar a criatividade e inovação pode partir de algo simples no dia a dia, com pequenas mudanças ou alterações que podem trazer resultados tão positivos quanto.

 

Não é preciso apressar o processo, muito menos pensar grande logo no início. Começar pequeno é um excelente ponto de partida para testar novas ideias, ver as trilhas que se mostram mais promissoras e entender mais claramente onde direcionar esforços para atingir as metas desejadas.

 

Encoraje a autonomia

Não há como promover a inovação em seu negócio, com processos engessados, burocráticos e centralizados.

 

A autonomia entre os membros é essencial para a vinda de propostas criativas e inovadoras. Os funcionários precisam ter liberdade para compartilhar seus insights, discutir suas visões com todos e saber a importância da sua participação para o crescimento da companhia.

 

Uma das ações mais usadas no estímulo à essa autonomia, são as metodologias ágeis.

 

Suas práticas são desenvolvidas com foco na entrega rápida e de alta qualidade de um produto ou serviço. Isso, com base em um fluxo de trabalho ágil, flexível e desburocratizado.

 

Com ela, todos podem se sentir à vontade para trazer suas opiniões e sugestões sem censura, entendendo como esse compartilhamento é essencial para encontrar a melhor solução de destaque para a companhia.

 

Forneça feedbacks

Inovar requer correr riscos, assim como cometer certos erros ao longo do caminho. Por isso, é importante sempre se preocupar em dar feedbacks para os envolvidos no processo.

 

Explique para todos os motivos das decisões tomadas, para que entendam os objetivos desejados. Assim, evitará que se sintam desmotivados por não participarem da completude do processo, incentivando para que busquem alternativas para a meta definida.

 

Promova novas abordagens

Dar o primeiro passo na jornada inovadora pode ser desafiador. Por isso, promover novas abordagens pode ser extremamente útil nesse ponto de partida, contribuindo para a geração de insights.

 

Um dos métodos mais famosos neste objetivo, é o design thinking. Sua técnica traz uma abordagem criativa para o processo, na busca de soluções inovadoras para o negócio.

 

Para alcançar este resultado, o método incentiva fortemente a colaboração entre todos, trabalhando juntos para maximizar o compartilhamento de ideias promissoras para o crescimento da empresa.

Exemplos de empresas que promovem a criatividade e inovação

A necessidade de aplicar a criatividade e inovação nos negócios é inegável. Não à toa, diversas empresas já adotam essa prática em sua rotina, com resultados excelentes para sua produtividade.

 

Confira alguns exemplos:

 

Amazon

A Amazon é um dos maiores e mais famosos marketplaces do mundo. Mas, o que muitos não conhecem foi o processo necessário para tal fama.

 

Em seu início, a companhia investiu fortemente no chamado “working backwards”, uma iniciativa que visa encorajar as ideias dos colaboradores e sua aplicação.

 

Com sua vigência, todos os membros enxergaram a importância de seu engajamento na causa, contribuindo cada vez mais para sua participação e análise do impacto nas mais diversas áreas do negócio.

 

Natura

A Natura é um dos maiores exemplos de empresa brasileira que estimula a criatividade e inovação em sua rotina.

 

Em 2014, a organização lançou seu programa “Natura Startups”, cujo objetivo era inovar e encontrar soluções para as demandas que surgem dos clientes. O sucesso foi certeiro, com diversas startups aprovadas para colaborar com a proposta.

 

Nubank

No setor de meios de pagamento, o Nubank foi um dos maiores destaques mundiais nos últimos anos.

 

A criatividade e inovação fazem parte de sua cultura organizacional, fortemente incentivada e estimulada dentre todos.

 

Suas taxas reduzidas, praticidade de transações e facilidade de uso no aplicativo foram alguns dos maiores atrativos que fizeram a empresa se destacar frente aos concorrentes.

 

Desde então, vem conquistando seu espaço como uma das companhias mais inovadoras e revolucionárias do Brasil.

 

Conclusão

Liderar um negócio rumo ao sucesso é desafiador. É preciso muito preparo, organização estratégica e decisões assertivas que favoreçam esse crescimento.

 

Uma tarefa complexa para empresas de qualquer porte ou segmento. Mas, que pode ser imensamente favorecida por meio do estímulo constante à criatividade e inovação dentre todos os membros.

 

Não há um caminho certo para inovar, muito menos uma receita de bolo. É preciso testar, experimentar e, acima de tudo, contar com a máxima participação de todos os membros, visando o debate de diferentes visões sobre o mesmo tema.

 

Com essa prática, feedbacks constantes e monitoramento preciso, sua empresa terá uma arma poderosa para se destacar neste mercado competitivo.

 

Se você gostou deste texto, confira os outros artigos que temos em nosso blog e compartilhe nas redes sociais.

Compartilhe:

Entre em
contato conosco

Iniciar Conversa
Fale conosco!
Fale conosco!