English EN Portuguese PT Spanish ES

ISO 56002: tudo o que você precisa saber!

innovation
Você já ouviu falar sobre a ISO 56002 e, principalmente, como ela tem beneficiado diversas empresas a crescerem e se destacarem?   Também conhecida como ISO de inovação, é uma norma criada pela International Organization for Standardization, a ISO, com o objetivo de incentivar as organizações a pensarem e agirem fora da caixa, por meio de ações pautadas em um princípio chave: a inovação.   Em um mercado cada vez mais competitivo, a implantação de estratégias inovadoras pode fazer toda a diferença para que seu negócio se destaque, a partir de um modelo de gestão completamente adequado para as demandas e necessidades de cada empresa.   Ao longo dos anos, cada vez mais gestores e empreendedores têm visto a necessidade e benefícios dessa estratégia. Segundo uma pesquisa feita pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em 2019, um a cada três empresários acredita que a indústria brasileira precisará dar um salto de inovação nos próximos cinco anos para garantir a sustentabilidade dos negócios em curto e longo prazos.   Se sua empresa ainda não conhece essa norma e as vantagens que trará ao seu negócio, você está no lugar certo. Neste texto, explicaremos tudo o que você precisa saber sobre a ISO 56002, seus benefícios e como uma consultoria especializada pode ajudá-lo na implantação dessa norma.   Confira os tópicos que serão abordados:
  • O que é a ISO 56002?
  • Para que serve a ISO 56002?
  • Quais os benefícios da ISO 56002?
  • Quais os requisitos para obter a ISO 56002?
  • Como implementar a ISO 56002?
  Vamos lá!

O que é a ISO 56.002?

membros-iso-de-inovacao A ISO 56002 – também conhecida como ISO de inovação – é uma norma que estabelece as diretrizes para um sistema de gestão para a inovação. Ela aponta um conjunto de diretrizes a serem adaptadas por cada empresa de acordo com suas demandas, necessidades e objetivos.   Ela faz parte das mais de 22 mil normas técnicas criadas pela International Organization for Standardization (ISO), uma organização internacional não governamental independente fundada na Suíça, em Genebra, em 1947.   Já vamos explicar melhor o motivo do surgimento dessa organização, mas antes, precisamos tirar uma dúvida muito comum sobre esse tema: o que é considerado como uma inovação?   Muitos pesquisadores, especialistas e profissionais do ramo ficam em dúvida sobre essa resposta. Para ajudá-los, a própria ISO estabeleceu uma definição de inovação para a implantação dessa norma.   Para ela: “uma inovação pode ser um produto, serviço, processo, modelo, método ou a combinação de qualquer uma delas. O conceito de inovação é caracterizado por novidade e valor. Isso significa que ideias e invenções sem a manifestação de valor não são inovações”.   De forma resumida, podemos entender que a inovação pode vir e surgir de qualquer lugar, desde que sua implantação gere valor para a organização. Isso ajuda – e muito – os gestores que desejam adotar este processo internamente, uma vez que possuem diversas possibilidades de adotarem ações inovadoras a seu favor.   Para conquistar esses resultados, contudo, é necessário saber alguns pontos fundamentais sobre essa norma. Vamos começar entendendo um pouco mais sobre sua finalidade.  

Para que serve a ISO 56002?

O grande objetivo da ISO é criar sistemas de gestão de negócios padronizados. No caso da ISO da inovação, isso é aplicado por meio de uma metodologia capaz de tornar as empresas mais preparadas para lidar com os altos impactos causados pelas transformações do mercado de trabalho.   Nos últimos anos, o mundo corporativo tem enfrentado uma enorme transformação digital impulsionada pelo surgimento de enormes e avançadas tecnologias. Em meio a este cenário de constantes mudanças, fez-se extremamente necessária a criação de uma norma que auxiliasse as empresas a lidarem com essas novidades por meio de padrões de gestão adaptáveis.   Pode parecer contraditório pensar em uma norma que, em teoria, remete a algo engessado mas que, na prática, possibilita uma enorme flexibilidade e adaptação de estratégias – e é exatamente isso que a ISO 56002 visa.   Diferentemente de outras normas, a ISO de inovação não determina as regras a serem seguidas pelas empresas que desejam implantá-la, mas sim as diretrizes a serem seguidas. Neste processo, cabe às organizações analisarem a melhor estratégia a ser definida de acordo com suas necessidades e metas a serem alcançadas.   Ao final de seu processo de implementação, as empresas ainda podem passar por uma auditoria de certificação para conquistar seu atestado de conformidade. Essa etapa não é obrigatória, contudo, pode trazer enormes benefícios perante o mercado, que vamos detalhar mais para frente.   A norma foi completamente desenvolvida com base em oito pilares fundamentais para a eficiência do sistema de gestão de inovação. Confira o próximo tópico para descobrir.  

Quais os pilares da ISO 56002?

A ISO de inovação foi elaborada em oito pilares. São eles:  
  • Direção estratégica: todo projeto de inovação precisa de um direcionamento estratégico. Para isso, as empresas devem definir seus objetivos, propósito e política voltadas à inovação e, a partir disso, criar indicadores para mensurar os resultados;
  • Abordagem por processos: a ISO de inovação busca transformar a criatividade em nota fiscal e, a única forma de conquistar isso é definindo os papéis e responsabilidade dos envolvidos, além dos recursos necessários para inovar (pessoas, tempo, conhecimento, infraestrutura e investimentos);
  • Geração de valor: a inovação precisa gerar resultados mensuráveis e tangíveis para a empresa, seja pelo aumento do faturamento ou pela redução de despesas;
  • Liderança com foco no futuro: a liderança é fundamental para multiplicar e gerar o engajamento dos colaboradores para a inovação;
  • Cultura adaptativa: ter uma cultura adaptativa focada na empatia, colaboração e experimentação é fundamental para que o processo de implantação desse sistema seja eficaz. Ela deve ser estimulada em todos os níveis hierárquicos da empresa;
  • Gestão de incertezas: todo negócio está sujeito a riscos, e para a ISO de inovação, eles devem ser considerados como possíveis oportunidades. Essas incertezas podem ser usadas para o desenvolvimento de um plano de ação contencioso para as ameaças e uma gestão de ideias para as oportunidades, sempre visando a inovação;
  • Resiliência e adaptação: em meio a um mundo marcado pelas crescentes transformações no mercado, os gestores e líderes responsáveis por comandar esse processo devem ter uma postura resiliente e adaptativa para lidarem com essas mudanças da melhor forma;
  • Gestão de insights: para operacionalizar todos os pilares anteriores, a ISO 56002 sugere a utilização de um funil com cinco etapas: identificação da hipótese, criação dos conceitos, validação dos conceitos, desenvolvimento da ideia e implementação da inovação. Esses indicadores devem ser analisados para avaliar se é hora de avançar ou recuar no desenvolvimento de cada iniciativa.
  Parece muita coisa, mas não desanime! A implantação da ISO 56.002 é trabalhosa, mas as vantagens que proporcionará ao seu negócio compensarão todo o esforço. Vamos descobrir quais são esses benefícios.  

Quais os benefícios da ISO 56002?

Diante de uma crescente necessidade de processos inovadores no mercado de trabalho, o principal benefício da ISO 56002 é proporcionar um direcionamento estratégico para que as empresas se adaptem à essas mudanças, dando vida a novas ideias e novas posturas que irão aproveitar o melhor que o ambiente e as pessoas têm a oferecer para uma organização.   A partir da elaboração organizada de um sistema de gestão de inovação, as empresas se tornarão referência dentro de seu segmento de atuação.   Isso porque essa norma ajudará a controlar os processos internos ao extrair o melhor de cada fonte e ampliar o engajamento dos colaboradores, tudo isso sem deixar passar oportunidades e coletando os melhores insights. Como resultado, a empresa conquistará um considerável aumento de seu market share e do valor agregado de seus produtos.   Aqui, é importante ressaltar que a ISO 56002 também permite uma integração com outras normais de classe mundial, como a ISO 9001 e a ISO 14001, o que garante melhores práticas com a gestão de qualidade.   Outras vantagens que podemos citar de seu uso são:  
  • Melhor capacidade de lidar com incertezas;
  • Redução de custos e desperdícios e, consequentemente, uma maior lucratividade;
  • Maior engajamento entre os colaboradores;
  • Melhor reputação da empresa no mercado, viabilizando negócios com organizações de maior porte.

Vale a pena obter a certificação da ISO 56002?

atestado-conformidade-iso-de-inovacao Com certeza!   Por mais que não seja obrigatória, a certificação da ISO 56002 possui um peso e importância enorme no mercado – inclusive, pode ser considerada como um importante passaporte para o comércio internacional.   O mundo inteiro reconhece a ISO como a maior referência de sistema de gestão de negócios. Portanto, muitas empresas encaram uma certificação ISO como um importante reconhecimento e muitas até como requisito para a realização de trocas e parcerias comerciais.   Mas além disso, esse processo de auditoria é uma ótima possibilidade para enxergar possíveis pontos de melhoria.   Isso se torna possível porque o auditor responsável pela avaliação não possui qualquer tipo de vínculo com a empresa, o que permite que use sua expertise e conhecimentos para analisar tudo o que foi feito e identificar o que pode ser aperfeiçoado – feito que dificilmente conseguirá ser identificado pelas pessoas que estão diretamente envolvidas na implementação.   São muitas vantagens, não é mesmo? Que tal vermos como sua empresa pode implantá-la?  

Quais os requisitos para obter a ISO 56002?

Temos uma boa notícia para os interessados na ISO 56002: não existe nenhum pré-requisito para a implantação dessa norma!   Esse sistema de gestão da inovação pode ser adotado por empresas de todos os portes e segmentos. Em conjunto, sua implementação pode acontecer em um único departamento, na empresa toda ou até em várias filiais simultaneamente. O processo é bastante flexível e leva em consideração as necessidades e anseios de cada empresa – que iremos explicar daqui a pouco.   Agora, por mais que essa norma possa ser implantada por qualquer empresa, não se esqueça: a ISO só certifica pessoas jurídicas. Isso significa que para obter seu certificado, é necessário possuir um CNPJ.  

Quanto custa?

Não há uma resposta certa. O custo de implementação da ISO 56002 varia de uma empresa para outra – afinal, cada organização terá necessidades e metas diferentes a serem alcançadas.   Apesar disso, vale lembrar que é preciso calcular o valor completo, que abrange tanto o custo do processo de implementação em si (que pode ser feito por uma consultoria como a PALAS ou internamente), quanto o custo da certificação, que deve ser feito por um organismo certificador.  

Como implementar a ISO 56002?

Essa é a grande pergunta que todos os gestores e líderes fazem ao descobrir os benefícios que a ISO 56002 trará para o seu negócio. Como dissemos ao longo do texto, o processo de implementação dessa norma é trabalhoso, e envolve cinco etapas cruciais para sua eficácia. São elas:  
  • Assessment – diagnóstico da empresa;
  • Comitê de inovação – definição dos membros que serão responsáveis por garantir a criação e o funcionamento do sistema de inovação;
  • Metodologia de implementação – elaboração do plano estratégico da empresa;
  • Auditoria interna – avaliação do trabalho feito por um terceiro;
  • Auditoria de certificação – realizada por um organismo certificador para validar todos os itens normativos e afirmar se a empresa está em conformidade com a ISO 56002.
  Em nosso blog, temos um texto completo sobre o processo de implementação e tudo que abrange cada uma dessas fases. Clique e acesse: Como implementar a ISO de inovação na sua empresa?   Qualquer pessoa pode implementar essa norma nas empresas, mas precisamos reforçar que a eficiência máxima dos resultados desejados terá maiores chances de ser conquistada com o auxílio de uma consultoria especializada.   A PALAS foi a única consultoria do Brasil que participou do processo de formatação dessa norma junto ao comitê internacional. A empresa também conquistou a primeira certificação da América Latina, para a MZF4, uma indústria de transformação do ramo de nylon, na mesma semana em que a norma foi publicada, em julho de 2019.   Esse feito colocou o Brasil no pódio da inovação mundial, estando o nosso país entre os três primeiros a conquistar essa certificação. A PALAS também é a única consultoria certificada no país, mostrando que vive exatamente aquilo que leva aos seus clientes. A empresa também fez o processo de implementação na ATENTO, uma gigante da área de contact center.   Quer saber como a PALAS pode ajudar sua empresa a crescer e se destacar com um sistema de gestão de inovação? Entre em contato conosco!  

Conclusão

A ISO 56002 é a grande aposta para o futuro das empresas. A inovação é uma tendência latente, e a melhor estratégia para as empresas que desejam crescer e se destacar em meio a um mercado cada vez mais competitivo.   Por isso, neste texto explicamos o que é a ISO de inovação, suas características, benefícios e, principalmente, como implantá-la de forma eficaz.   Se você gostou deste texto, compartilhe nas redes sociais e continue sua visita em nosso blog. Temos diversos artigos sobre todas as tendências do mundo da inovação e como elas podem contribuir para o crescimento do seu negócio.

Autor

Alexandre Pierro

Engenheiro mecânico, bacharel em física nuclear aplicada pela USP e mestrando em engenharia da inovação pela UFABC. Passou por empresas nacionais e multinacionais, sendo responsável por áreas de improvement, projetos e de gestão. É certificado na metodologia Six Sigma – Black Belt, PMBoK e Scrum Master. Especialista e auditor líder em sistemas de gestão de normas ISO, é sócio fundador da PALAS e um dos únicos brasileiros que participou do processo de formatação da ISO 56002, de gestão da inovação.

Compartilhe:

Entre em
contato conosco

Iniciar Conversa
Fale conosco!
Fale conosco!